Instituto Acus Natus

Tratamentos

Shiatsu

Shiatsu é uma expressão japonesa que significa “pressão de dedos” e cujo significado transcende em várias esferas seu conceito literal. Surgido há aproximadamente cinco mil anos, na China, e em seguida aprimorado no Japão, o shiatsu atravessa os tempos fiel ao preceito de prevenir e tratar doenças de maneira simples, agradável e eficaz, além de, como conseqüência, produzir bem estar e felicidade entre seus usuários.

 

No Japão, lugar em que foi mais difundido e aperfeiçoado, praticamente cada família, ou clã, desenvolvia seu próprio estilo de shiatsu, tendo produzido assim inúmeras formas de aplicação da técnica. Algumas destas se tornaram mais conhecidas e ganharam o mundo. Atualmente é bastante conhecido e utilizado no ocidente, onde alguns estilos de aplicação da técnica chegaram mesmo a conquistar fama e notoriedade. É muito provável que isso se deva à sua natureza simples, eficaz no tratamento e prevenção de doenças de forma natural e, certamente, devido ao bem estar e relaxamento profundos que proporciona.

 

Assim como a acupuntura, a fitoterapia chinesa e outros recursos terapêuticos que integram a medicina tradicional chinesa, o shiatsu está embasado na teoria das polaridades universais yin e yang e é aplicado sobre os mesmos canais de energia, ou meridianos, em que são aplicadas as agulhas de acupuntura. A diferença primordial, grosso modo, é que na acupuntura, através da inserção de finas agulhas,  são estimulados pontos específicos onde se concentram a energia vital, e estes mesmos pontos estão localizados ao longo dos canais de energia, ou meridianos, que ficam localizados ao longo de todo o corpo e sobre os quais o shiatsu age de forma generalizada, através da ‘pressão de dedos’ mencionada anteriormente.

 

Quem pode aplicar o shiatsu? Em tese qualquer pessoa pode aplicar shiatsu, independentemente de seu nível de escolaridade. O que é fundamental no caso dos shiatsuterapeutas é que tenham tido uma boa formação, com professor (es) competentes, e que, além disso, faça parte de sua formação como profissional, um período relativamente longo de prática voluntária, para que possa desenvolver suas habilidades antes de começar a cobrar pelos tratamentos. Em nossa escola o parâmetro preconizado é que os alunos formados por nós realizem cem atendimentos antes da atuação profissional, ou antes que passem a cobrar pelo tratamento. Isso é importante para que aprimorem a prática do shiatsu, que apesar de simples requer empenho e dedicação para, entre outras coisas, evitar distorções em seu conceito. Um engano comum é confundir shiatsu com massagem, o que limita muito seu real significado. Shiatsu é um tratamento de saúde completo, que induz o próprio organismo a reequilibrar-se e, como todo tratamento de saúde, deve ser aplicado com perícia e responsabilidade.

 

Texto: Sheila Bombonato