Instituto Acus Natus

Tratamentos

Auriculoterapia

A auriculoterapia é um microssitema utilizado para tratamento de saúde que deriva da acupuntura. Ou seja, enquanto esta se vale do estímulo de pontos distribuídos ao longo de todo o corpo, aquela atua exclusivamente sobre a orelha, daí o nome ‘auriculoterapia’. Surgiu na China há milhares de anos, e hoje se encontra bastante difundida também no Ocidente. O pavilhão auricular representa todo nosso organismo, com suas funções, órgãos e demais estruturas, como ossos, sistema nervoso, músculos e tendões, entre outras. Através de estímulos de pontos específicos nesta pequena área de nosso corpo, é possível promover o equilíbrio entre corpo e mente, tratar e muitas vezes curar desequilíbrios (doenças) já instalados, bem como prevenir diversos males. Sua significativa eficácia vem atraindo o interesse de terapeutas e pacientes ao redor do mundo, de modo que hoje figura como o microssistema mais conhecido e estudado da medicina tradicional chinesa. Os estímulos podem ser realizados através de diversos materiais, como agulhas apropriadas à técnica (as da imagem acima são agulhas sistêmicas, do mesmo tipo que se utiliza no corpo, que neste caso são usadas apenas durante a sessão de tratamento, sendo retiradas imediatamente após a mesma. As agulhas de auriculoterapia, por sua vez, são minúsculas, e não sobressaem à pele após inseridas), sementes de vacária ou mostarda, moxa (calor sobre os pontos), laser etc. Pode ser usada isoladamente ou em conjunto com a acupuntura. Porém, vale ressaltar que o estímulo produzido na orelha é contínuo, pois o paciente vai para casa, geralmente, com agulhinhas apropriadas ou sementes, fixadas à orelha por adesivos (esparadrapos), ali permanecendo por aproximadamente uma semana, tempo este em que o estímulo é feito de modo ininterrupto. Por isso, como já foi mencionado anteriormente, pode ser feita como terapia de escolha, já de comprovada eficácia em diversos casos, ou em conjunto com a acupuntura, caso em que potencializa os efeitos desta.


Quem pode praticar auriculoterapia?
Qualquer pessoa, desde que tenha interesse, podendo então estudá-la em profundidade e aplicar esse conhecimento em consultório particular e/ou em benefício da saúde pública em programas existentes - ou que possam vir a existir -, como por exemplo nos segmentos municipal e estadual. No Instituto Acus Natus, os alunos egressos dos cursos que a Instituição promove, podem reforçar e aprimorar essa prática em trabalho voluntário com pacientes de baixa renda comprovada, através do Projeto Acupuntura para Todos (colocar hiperlink do PAT aqui). Também podem ser voluntários os auriculoterapeutas oriundos de outros cursos, bastando para isso se comprometer com a proposta e fazer seu cadastramento no Projeto.

Texto: Sheila Bombonato